terça-feira, 4 de novembro de 2008

Insónia do amor


E se um dia acordamos diferentes?
Olha para mim como sou. Sinto-me no infinito,
E nem por um instante largo a mão da beleza do teu rosto.
Mas há dias em que somos assim, sem iguais.

E, podemos ser o princípio e o fim, mas,
Vamos ser sempre paixão!

12 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

bonita mensagem...fica sempre a Incógnita....

Marta disse...

esta vou guardar! beijinho

Silentya disse...

Já te disse para mandares os teus textos para uma editora. Acredita..

Sílvio Mendes disse...

Mais do que para um editora,
fazes bem em continuar a mandar os textos para os nossos corações.

Um abraço,
meu irmão da poesia.

Javier Santos disse...

:) isso é que é alma.

Gostei...o amor faz destas coisas

Heraclita disse...

lindo!
é sempre bom passar por aqui e encher o coração com tão bela poesia.

Gingerbread Girl disse...

Hm... palavras de esperança.

*

Fábrica de Letras disse...

Boa tarde
Obrigada pela tua participação. Não te esqueças no entanto, que deverás identificar o texto com uma hiperligação à Fábrica.

Bom Domingo e bons textos

MZ disse...

Uma promessa.

bjo

Lala disse...

Que bela mensagem de esperança e... paixão, sem dúvida!!

Bela participação!

**

meldevespas disse...

Não vamos ser sempre paixão....mas podemos ser sempre um em dois...
Beijo

Helga disse...

E se...? A eterna dúvida que nos impede de viver o momento, ao querer perpetuá-lo para sempre.

Bjs :)