sexta-feira, 9 de julho de 2010

Para Ti... The brown eyes


Abraça-me...
Deixa-me saborear o teu perfume!
Deixa-me sentir o teu calor!
Deixa-me ouvir as ondas do mar!
Ouve o bater do meu coração
Sente o sangue nas veias a correr
Não fales...
Não faças nada...
Deixa a tua alma sentir!
Nem que seja por escassos momentos
Quero sonhar...
Quero-te só para mim!
Agora...
Só preciso que me abraces
Na quietude da noite...
Sempre a noite, nossa companheira!
A confidente... desta cumplicidade
É bom te ter!

Um comentário:

© Piedade Araújo Sol disse...

acho que este poema é uma declaraçao de amor.

parabéns ao autor e à felizarda.

beij