quarta-feira, 14 de março de 2007

Poema para Catarina


Apenas as palavras
o amor e o desejo maior
esses partiram
calados ao longo das palavras.
As promessas
perderam-se por entre as infinitas certezas
e os sonhos ficaram esquecidos
a espera de um dia serem vividos.
Tomaste as palavras e os desejos
e agora por quem chamo em silêncio?
Diz-me tu
Diz-me tu de nós.

Desculpa Catarina


4 comentários:

Catarina Sousa disse...

Podes chamar por mim se quiseres, eu estou e estarei sempre aqui para te ouvir!
Quanto ás desculpas, acho que já não são necessárias.. Tens demonstrado ser uma pessoa com uma forma de pensar e sentir fascinante!
Não te preocupes mais com o que se passou, por favor..
Beijos

BaBy_BoY_sWiM disse...

Já viste... Se não tivesse sido eu será que alguma vez terias dito a verdade à Catarina? Ai ai...

Espero que saibas aproveitar a amizade com a Catarina...

:)

Sílvio Mendes disse...

Eu também estou apaixonado por uma Catarina. :)

A minha.

Heraclita disse...

Cheio de sentimento!... tenta ouvir por quem chamas, em silêncio... pode ser pelo Malamen e ele pode não gostar de ser incomodado! loool